expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Curta nossa página e acompanhe tudo o que acontece!

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Plano de aula - Mídia na educação

Olá amigos, como vão todos?
Hoje tenho para vocês uma postagem muito boa e especial. Um plano de aula desenvolvida pela minha mãe que está fazendo graduação em Pedagogia. Tenho certeza que vocês vão aproveitar a ideia que é original e atual. Até mais queridos.

Andreza Menezes.


Plano de aula: Mídia na educação
Autora: Luzia Melo Menezes

Tema: Você entende o que vê na TV?
Série:  5º Ano do ensino fundamental

Duração: 3 horas.

Material Utilizado:
- TV e DVD com gravação da propaganda;

- Embalagem com rótulo do Nescau;
- Revistas velhas;
- Material de uso individual: Lápis, borracha, caderno, cola e tesoura.
-Folha de papel sulfite.

Introdução:
Hoje em dia vivemos a “era da mídia”, onde o que se passa na TV exerce uma influência nas crianças, pois geralmente elas assistem a TV sem a presença de um adulto, e se encontram livres para assistir o programa e a propaganda que lhe é interessante ou a que ocasionalmente passa no momento. Isso acaba gerando dúvidas, bem como, recebendo a informação de modo distorcido do que realmente é, pois a mídia para a criança acaba se tornando manipuladora e indiferente a situação da família ou do lar naquele dado momento. Pensando nisso esse plano de aula abordará o tema principal “Você entende o que vê na TV?”, tentando dar ao aluno uma visão real do que acontece a sua frente, na tela quadrada, que de certo modo é uma janela surreal para o conhecimento.  A propaganda escolhida para o plano de aula em questão é a do Nescau- Menino no sofá, a abordagem será mostrar aos alunos os benefícios e malefícios da alimentação rica em calorias e suas consequências para a saúde, tentado propiciar ao aluno a possibilidade de formar uma opinião crítica sobre a propaganda veiculado em horário estratégico para as crianças.
Objetivos:
- Conhecer o papel da mídia no dia a dia;
- Desenvolver o diálogo em sala de aula sobre a propaganda;
- Estabelecer critérios éticos, artísticos e culturais para elaboração de uma propaganda;
- Estimular raciocínio e criatividade;
-Despertar o diálogo, interação, socialização e censo crítico no aluno sobre o tema.

Desenvolvimento da atividade:
-Iniciar a aula com um pequeno texto a respeito da mídia e propaganda interessantes que passam na TV;
- Passar o vídeo escolhido em sala de aula;
- Após as crianças assistirem o vídeo levantar questões sobre o que elas entenderam e o que mais chamou a atenção e interagir com a pergunta principal, você entende o que vê na TV?
-Mostrar para a crianças os efeitos que o achocolatado pode trazer ao organismo e transpor e alertar sobre a ideia de que calorias dá energia;
- Ler junto com as crianças um rótulo do Nescau e as vitaminas e calorias que cada porção contém e os malefícios que o excesso de calorias e a falta de exercícios podem causar ao organismo, alertar sobre a obesidade infantil e higiene bucal;
- Após esse diálogo levar a criança a desenvolver um produto fictício, formulando suas características, utilidades, aparência, atrativos e preço de venda, o desenho pode ser livre ou podem ser retiradas imagens de revistas, desde que a ideia seja original;
- Fazer cartazes e murais para expor em sala de aula sobre os produtos e propaganda criada pelas crianças.


Referencias:
Propaganda Nescau – Menino no sofá, veiculado pela Rede Globo de Televisão. Acesso pelo link: http://www.youtube.com/watch?v=4YUqJQOA6-w, em 29 de outubro de 2013, as 22:42.

Blog Meus Trabalhos Pedagógicos, atividades e projetos para educação infantil: WWW.meustrabalhospedagogicos.blogspot.com.br

BARRENECHEA, Cristina Azra,  SÁ, Ricardo Antunes. Mídia e a Formação do Professor. Curitiba: CIPEAD, 2013.

Anexo I:

Texto para desenvolver com as crianças em sala de aula sobre a televisão.
DOENÇA E MORTE O VERDADEIRO MAL DA TELEVISÃO
Venhamos e convenhamos, ninguém nunca afirmou  que ver TV era saudável. Porém, só agora os médicos descobriram o quão ruim pode ser.
Dados de oito estudos recentes sugerem que, quanto mais você assiste TV, mais propenso fica a desenvolver uma série de problemas de saúde, e mais chances têm de morrer mais cedo.
Os estudos incluíram mais de 175.000 pessoas em todo o mundo e, geralmente, duraram entre 6 e 10 anos. Embora a concepção de cada estudo seja um pouco diferente, a maioria controlou uma longa lista de fatores de saúde (como o índice de massa corporal, níveis de colesterol e histórico familiar) em um esforço de identificar o efeito de assistir TV.
Segundo os pesquisadores, para cada duas horas adicionais que as pessoas passam coladas na TV em um dia típico, o risco de desenvolver diabetes tipo 2 aumenta em 20%, e o risco de doença cardíaca aumenta em 15%. E para cada três horas adicionais, o risco de morrer por qualquer causa salta para 13%, em média.
Segundo o cardiologistas o aumento do risco de doenças ligadas a assistir televisão é semelhante ao que você vê com colesterol alto, pressão arterial ou tabagismo. “A nova análise eleva a importância do estilo de vida sedentário como um fator de risco”, afirma.
Em todo o mundo, assistir televisão é uma das atividades que levam mais tempo, comparáveis a trabalhar e dormir. Os cientistas dizem que, não importa em que momento da vida você esteja, seja velho ou jovem, ver muita TV não é bom.
A conexão entre a TV e doenças não é um mistério. Assistir TV consome tempo de lazer que poderia ser gasto andando, fazendo exercícios, ou mesmo apenas se movimentando. Também tem sido associado a dietas pouco saudáveis, como muito açúcar, refrigerantes, alimentos processados e petiscos (que, talvez não por coincidência, são alimentos frequentemente encontrados em comerciais de televisão).
Além disso, alguns estudos sugerem que a postura sentada prolongada, além de seu impacto sobre os hábitos alimentares e exercício físico, pode causar mudanças no metabolismo que contribuem para níveis de mau colesterol e obesidade.
“É a síndrome do ‘batata de sofá’”, dizem os pesquisadores. “Essas pessoas são extremamente sedentárias, passam várias horas em um sofá assistindo TV, são muito passivas e seu gasto energético é muito baixo, mesmo comparado com outros comportamentos sedentários como sentar e ler, ou sentar enquanto dirige”, explicam.
Os cientistas falam que, hoje, os médicos podem não perceber um aumento dramático de doenças e morte como resultado de assistir TV em excesso, mas o efeito cumulativo pode ter um impacto importante na saúde pública a longo prazo


Anexo 2

Imagens de propagandas para servir de modelo na montagem de suas propaganda.





Receba nossas atividades Digite aqui seu email:

Postar um comentário

Pesquise temas do seu interesse aqui

Seguidores

Este blog está protegido por direitos autorais

É expressamente proibida cópia total ou parcial das atividades artigos e projetos da marca " Meus Trabalhos Pedagógicos ® " e da autora Andreza Melo Menezes.

Google+ Followers

Meus Trabalhos Pedagógicos ®

Postagens populares

Atividades Evangélicas

Desafio Emagrecer

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...