expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Curta nossa página e acompanhe tudo o que acontece!

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Dermatite de Contato

Aqui no litoral do Paraná está fazendo um calor absurdo. Acredito que nos ultimos 12 anos não tenha feito tanto calor assim, mas estamos no verão e é comum as doenças de pele, principalmente nas creches, onde o risco de contágio é maior pelo fato de ter mais crianças e o ambiente é mais fechado.
Aqui na nossa cidade está tendo um surto de crianças com dermatite de contato. A Rebeca pegou, tive que cortar o cabelo dela e estou mantendo a unha bem curta, cortando de três em três dias, mas no caso da dermatite de contato ela não é contagiosa, mas o calor e suor agrava mais a irritação na pele.

Vamos conhecer um pouco sobre essa doença de pele:

O que é Dermatite de contato?

Sinônimos: Eczema de contato, dermatite alérgica
A dermatite de contato é uma inflamação da pele causada por contato direto com uma substância irritante.
Consulte também: Hera venenosa - carvalho venenoso - sumagre venenoso

Causas

dermatite de contato é uma inflamação da pele causada pelo contato direto com uma substância irritante ou causadora de alergia (irritante ou alérgeno). As reações podem variar na mesma pessoa com o passar do tempo. Um histórico de qualquer tipo de alergia aumenta o risco dessa condição.
A dermatite irritante, o tipo mais comum de dermatite de contato, é uma inflamação resultante do contato com ácidos, materiais alcalinos, como sabonetes e detergentes, solventes ou outras substâncias químicas. A reação geralmente tem a aparência de uma queimadura.
A dermatite de contato alérgica, o segundo tipo mais comum de dermatite de contato, é causada pela exposição a uma substância ou material a que a pessoa é muito sensível ou alérgica. A reação alérgica geralmente não é imediata, pois a erupção pode surgir de 24 a 48 horas após a exposição. A inflamação na pele varia de irritação leve e vermelhidão a feridas abertas, dependendo do tipo de irritante, da parte do corpo afetada e da sua sensibilidade.
A dermatite por tratamento excessivo é uma forma de dermatite de contato que ocorre quando o tratamento para outra doença de pele causa a irritação.
Alérgenos comuns associados à dermatite de contato:
  • Hera venenosa, carvalho venenoso, sumagre venenoso
  • Outras plantas
  • Níquel ou outros metais
  • Antibióticos, principalmente os aplicados na superfície da pele (tópicos)
  • Anestésicos tópicos
  • Outros medicamentos
  • Borracha ou látex
  • Cosméticos
  • Roupas e tecidos
  • Detergentes
  • Solventes
  • Adesivos
  • Odores, perfumes
  • Outras substâncias ou materiais químicos
A dermatite de contato pode acarretar na reação a uma substância a qual você foi exposto ou que usa frequentemente. Embora possa não haver uma reação inicial, o uso regular (por exemplo, removedor de esmalte, conservantes nas soluções para lentes de contato ou contato frequente com o metal de brincos e relógios) pode, com o tempo, causar sensibilidade e reação ao produto.
Alguns produtos causam reação somente quando entram em contato com a pele e são expostos à luz do sol (fotossensibilidade). Exemplos disso são as loções para barbear, protetores solares, pomadas de enxofre, alguns perfumes, produtos com alcatrão de carvão e sumo da casca do limão. Alguns alérgenos transportados pelo ar, como a tasneira ou um spray inseticida, podem causar a dermatite de contato.

Exames

O diagnóstico é baseado principalmente na aparência da pele e no histórico de exposição a um irritante ou alérgeno.
De acordo com a Academia Americana de Alergia, Asma e Imunologia, o "teste de contato é o padrão de referência para a identificação de alérgenos de contato". O teste de alergia com adesivos colocados na pele pode isolar o alérgeno suspeito de causar a reação.
O teste de contato é usado em pacientes que têm dermatite de contato crônica e recorrente. Ele requer três consultas médicas e deve ser realizado por um profissional com experiência nos procedimentos e interpretação dos resultados. Na primeira consulta, pequenos adesivos com possíveis alérgenos são colocados na pele. Esses adesivos são retirados após 48 horas para ver se ocorreu alguma reação. Uma terceira visita, cerca de dois dias depois, é necessária para avaliar qualquer reação que não seja imediata. Você deve levar os materiais suspeitos com você, principalmente se já tiver testado esses materiais antes em uma pequena área de sua pele e notado uma reação.
Outros testes podem ser usados para descartar demais causas possíveis, incluindo a biópsia de lesão de pele ou a cultura da lesão de pele (consulte cultura da biópsia de mucosa ou pele).
Fonte:http://www.minhavida.com.br/saude/temas/dermatite-de-contato

Vejam aqui algumas fotos:




O da Rebeca apareceu como o da primeira foto. A principio achei que fosse brotoeja mas com passar do tempo começou a ferir, fui no médico e foi dado o diagnóstico.
Como foi na fase inicial resolvi com pomada anti alérgica (Fernegan), pasta d´água (óxido de zinco) e um gel de Aloe Vera da Racco. Tem resolvido, mas esse calor só agrava as doenças, então um ar condicionado nas salinhas para refrescar as nossas crianças.
Receba nossas atividades Digite aqui seu email:

Postar um comentário

Pesquise temas do seu interesse aqui

Seguidores

Este blog está protegido por direitos autorais

É expressamente proibida cópia total ou parcial das atividades artigos e projetos da marca " Meus Trabalhos Pedagógicos ® " e da autora Andreza Melo Menezes.

Google+ Followers

Meus Trabalhos Pedagógicos ®

Postagens populares

Atividades Evangélicas

Desafio Emagrecer

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...