expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Curta nossa página e acompanhe tudo o que acontece!

sábado, 12 de julho de 2014

Estimulando o bebê - Parte I

Um bebê, uma linda criatura dependente, com um cérebro em plena transformação e capaz de responder a vários estímulos, a descoberta do novo, pois tudo é novo. Mas o que fazer quando estamos na creche e recebemos dezenas de lindos bebês cara cuidar e estimular?
O berçário é algo totalmente novo para todos, pois o professor precisa conhecer e se adaptar a gostos e manias de cada um, e com o bebê é a mesma coisa, existe uma fase de adaptação que pode durar 1 dia ou três meses, a depender de cada criança.
O bebê é inteligente, e tem seus ápices de querer, talvez o seu momento de brincar não seja o mesmo do professor, mas precisamos estimulá-los sempre. 
Mas o professor deve organizar seu tempo e espaço em sala de aula e aproveitar ao máximo seu vinculo com o bebê. 


1-Quais aspectos de formação da criança se pretende dar maior ênfase?
Á atenção ou a memória? Á sensibilidade tátil ou acuidade visual? Ao domínio pleno da linguagem ou a propriedade de saber escutar com atenção e seletividade? Ao domínio da harmonia no movimentos ou na conquista plena e limitada da espacialidade?
é importante que der preferencia para alguns deses itens, e outros deixem vir naturalmente, sem esforço, de forma natural.
2- Ainda que se aceite que os estímulos possam ser propiciados em todas as horas e oportunidades é conveniente marcar espaço e momento específico para esse trabalho.
3- É essencial que se escolha um local adequado, e que seja sempre o mesmo para desenvolver os estímulos com a criança.
4- A duração dos envolvimentos da criança nesses estímulos não deve exceder a 10 a 20 minutos diários, ainda que em outras oportunidades, agora de forma não sistemática, voltem a ser desenvolvidos.
5- As atividades podem ser realizadas seis dias por semana ou eventualmente menos, como nas escolar temos cinco dias úteis por semana, podemos contar com a ajuda dos pais a continuidade dos estímulos nos finais de semana.
Como organizar as atividades, segue aqui um exemplo:
Segunda-feira: Linguagem e pensamento
Terça-feira: área cognitiva
Quarta-feira: Área sensorial
Quinta-feira: Área motora
Sexta-feira: Personalidade e autoestima
Sábado ou domingo: Área social

6-E importante manter regularidade dos estímulos, da mesma forma quando vamos a academia, quando temos um período de atividades constantes nosso corpo desenvolve de forma mais efetiva de que quando vamos esporadicamente, da mesma forma é um bebê, quando mantemos uma rotina a sua estimulação o resultado torna-se mais efetivo e aparente.
7-Ainda que diferentes pessoas possam atuar nos estímulos, é importante que os mesmos professores e mediadores participem dos procedimentos com os bebês.

Bom, com o passar dos dias vou colocar cada passo para um desenvolvimento completo do bebê dentro do espaço pedagógico e social, inicialmente precisamos ter organização de tempo e espaço, e por mais que pareça simples, é sempre um grande passo no desenvolvimento integral da criança e especialmente enriquecedor no que diz respeito a estimulação do cérebro infantil.

Andreza Menezes 






Proibida e cópia total e parcial das atividades e conteúdos do blog 
"Meus Trabalhos Pedagógicos".
Receba nossas atividades Digite aqui seu email:
Postar um comentário

Pesquise temas do seu interesse aqui

Seguidores

Este blog está protegido por direitos autorais

É expressamente proibida cópia total ou parcial das atividades artigos e projetos da marca " Meus Trabalhos Pedagógicos ® " e da autora Andreza Melo Menezes.

Google+ Followers

Meus Trabalhos Pedagógicos ®

Postagens populares

Atividades Evangélicas

Desafio Emagrecer

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...