expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Curta nossa página e acompanhe tudo o que acontece!

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Atirador mata 12 crianças na escola do Rio de Janeiro

Homem mata 12 crianças em escola do RJ

 

Estava em casa quando uma colega minha comentou sobre o assunto e não acreditei. Minha nossa aonde vamos parar? 

Como será o futuro de nossas crianças? 

Senhor Jesus, conforte a família das vítimas.

Leiam o artigo que colhi na net e video.


Uma tragédia abalou o Rio de Janeiro e surpreendeu o Brasil nesta quinta-feira pela manhã. Um maluco, Wellington Menezes de Oliveira, de 23 anos, entrou numa escola do Rio de Janeiro atirando e matou 10 estudantes, 9 meninas e um menino, na faixa de 9 a 14 anos.

A escola Tasso da Silveira fica no bairro de Realengo, zona oeste do Rio, e cerca de 400 alunos estavam nas salas de aula. Ele já começou atirando no pátio da instituição, usando dois revólveres e carregadores rápidos.

Duas crianças conseguiram fugir, mesmo feridas, e pediram ajuda ao sargento PM Alves, que entrou na escola, achou o atirador e disparou em sua perna. Ferido, o atirador se matou.

Houve pânico e os alunos saíram em debandada pelas ruas. Os que estavam nos andares de cima se esconderam nas salas. Seis das crianças atingidas foram levadas para o hospital por um pai de aluno, numa picape acompanhada pelos bombeiros.

As vítimas foram encaminhadas primeiro para o hospital Albert Schweitzer, próximo à escola. Depois foram usados seis helicópteros para transportar as vítimas para outros hospitais da cidade. Existem mais 22 pessoas feridas, entre alunos, professores e funcionários.

A BandNews localizou a irmã adotiva do atirador. Ela disse que Wellington era muito estranho, não tinha amigos, não saía de casa, passando o dia na internet, em sites sobre islamismo e terrorismo. Nos últimos meses, deixou a barba crescer e mudou de casa.

Fonte: http://www2.uol.com.br/aregiao/2011/04/entry_4134.html

Continua:

Com o barulho dos tiros, houve muita gritaria e os professores trancaram as portas das salas para proteger os alunos.
A primeira informação divulgada foi de que o atirador era pai de uma aluna da escola, mas a Polícia Militar confirmou que o homem foi identificado como Wellington Menezes de Oliveira, de 24 anos, é ex-aluno da escola.
Ele estaria usando uma roupa que imitava fardamento militar e entrou na escola com duas pistolas e muita munição. Wellington entrou na escola dizendo que iria fazer uma palestra em comemoração aos 40 anos da unidade. Lá dentro, chegou a ser reconhecido por uma professora.
A irmã adotiva do atirador disse em entrevista à rádio Band News, que o atirador estava "muito ligado" ao Islamismo, não saía muito de casa e ficava o tempo inteiro no computador.
Em entrevista à Globo News, o coronel Djalma Beltrame, comandante do 14º BPM (Bangu), confirmou que Oliveira deixou uma carta que indica que ele tinha intenção de se matar. " Foi um ato premeditado", disse Beltrame.

Localização da escola

Segundo o coronel, a carta era “confusa” e apresenta conteúdo “fundamentalista islâmico”.
O ministro da Educação, Fernando Haddad, disse que o episódio é uma “tragédia sem precedentes” e que este é um “dia de luto” para a educação brasileira.
Segundo o Corpo de Bombeiros, há oito carros de bombeiros e diversos helicópteros atuando no local, que foi isolado. Há uma multidão ao redor da escola, principalmente de pais em busca de informações.

"Poderia ter sido maior"

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), disse que o massacre  poderia ter sido maior, se um terceiro sargento da Polícia Militar não tivesse interferido. Segundo o governador, o sargento Alves, que cumpria uma operação na região, foi avisado por dois estudantes feridos que fugiram da escola no momento do massacre.
“Ele estava participando de uma operação a dois quarterões da escola e foi avisado por dois meninos que fugiram”, disse. Cabral afirmou que o sargento atingiu o atirador na perna quando ele estava no terceiro andar, quando ele já havia atirando contra os alunos e se preparava para atacar mais crianças. “Sem dúvida nenhuma a atuação dele [o sargento] foi fundamental. Ele já estava preparado para mais disparos."

Fonte: http://noticias.uol.com.br/cotidiano/2011/04/07/homem-invade-escola-publica-e-dispara-contra-alunos-no-rio-de-janeiro.jhtm



Veja o pronunciamento da Presidente Dilma Ruseff, sobre o ataque na escola do Rio de Janeiro.



Não perca tempo, inscreva-se e receba nossas atividades via email. 
Digite seu email aqui:  
Para validar esse recurso você receberá em sua caixa de mensagens um email de confirmação. Só após a confirmação você começará a receber nossas atualizações. É importante verificar se a mensagem não foi para caixa da lixeira ou spans! Delivered by FeedBurner
Postar um comentário

Pesquise temas do seu interesse aqui

Seguidores

Este blog está protegido por direitos autorais

É expressamente proibida cópia total ou parcial das atividades artigos e projetos da marca " Meus Trabalhos Pedagógicos ® " e da autora Andreza Melo Menezes.

Google+ Followers

Meus Trabalhos Pedagógicos ®

Postagens populares

Atividades Evangélicas

Desafio Emagrecer

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...